O que fazer com funcionário tabagista, que usa cigarro eletrônico e como promover a saúde na minha empresa?

Um dos nossos clientes perguntou como promover a saúde na empresa e como lidar com os funcionários tabagistas, que usam o cigarro eletrônico e ajudá-los a cessar o vício. O que acha de promover a saúde na sua empresa? https://www.youtube.com/watch?v=iRM_ThuCWLg&t=9s

A história do tabaco começa a cerca de 8 mil anos atrás, quando os índios da região do atual Peru começaram a plantar e usar o tabaco, principalmente em rituais religiosos.    https://www.youtube.com/watch?v=OnS6rPwnWeU

Após a descoberta das Américas e do Brasil, um médico e diplomata de nome Jean Nicot, leva algumas sementes para a rainha da França, Catarina de Médici, que em sua homenagem foi chamada de Nicotiana tabacum, e prometia ser remédio para tudo. https://www.youtube.com/watch?v=CT4gjIUch2o

Em pouco tempo, cerca de 50 anos após o descobrimento do Brasil, o tabaco já havia conquistado o mundo.

Até pouco tempo atrás, e por falta de estudos e conhecimentos sobre o tabaco e os seus malefícios, não era incomum que os médicos atendessem seus pacientes fumando durante a consulta, já que era uma prática comum, sendo anormal quem não fumasse. https://www.youtube.com/watch?v=5HcQicrB5w8

A medicina evoluiu, muitos trabalhos vieram, e descobrimos que o cigarro causava muito mais mal do que bem, e todas as associações médicas combateram com força o vício do cigarro, até que muitas leis surgiram e impediram o fumo em ambientes fechados nos últimos anos, o que foi excelente para algumas profissões como a de Garçom, além do aumento dos impostos sobre o cigarro, dificultando a compra pelos altos preços. http://blog.healthwork.com.br/historia-da-medicina-do-trabalho-e-o-porque-sua-empresa-precisa-se-adequar-ao-esocial

Independente de não poderem fumar em locais fechados e dos altos custos dos cigarros, o tabagista deve ser visto como um dependente, ou seja, um viciado, que embora na maioria das vezes queira parar de fumar, acaba por não conseguir cessar o vício e, eventualmente, opta por usar outros meios “menos danosos”, como o tal cigarro eletrônico, para diminuir a vontade do fumo. http://blog.healthwork.com.br/como-a-healthwork-pode-ajudar-a-sua-empresa

A empresa de medicina do trabalho e o médico do trabalho do empreendimento, podem e devem ajudar a população tabagista da empresa, promovendo a saúde, a começar por criar um ambiente bem acolhedor para o funcionário, aumentando a chance de adesão ao tratamento, já que o indivíduo não quer ser julgado pelo vício.  http://blog.healthwork.com.br/quais-exames-devem-ser-feitos-num-exame-admissional-com-o-esocial

Palestras e cartilhas, como as do INCA, Instituto Nacional do Câncer, podem e devem ser usados para aumentar a chance de sucesso no tratamento. http://blog.healthwork.com.br/quais-exames-devem-ser-feitos-num-exame-admissional

Um ponto importante, e recomendável pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, é de criar um programa de cessação do tabagismo dentro da empresa, que pode ser um anexo do PCMSO, e submeter o funcionário a um exame clínico inicial dentro do programa, com o objetivo de identificar alterações funcionais, doenças relacionadas ao tabagismo e possíveis contraindicações medicamentosas, aproveitando esse momento para avaliar o perfil do fumante, seu grau de dependência à nicotina e sua motivação para deixar de fumar. http://blog.healthwork.com.br/como-um-exame-admissional-com-o-esocial-0

O exame inicial pode ser aproveitado para aplicar um teste para a dependência de nicotina, chamado de Teste de Fagerström, que a depender do resultado, pode ser usado para análise da dificuldade de parar de fumar e do desconforto significativo síndrome de abstinência, sabendo qual seria o grau de fissura do indivíduo.  http://blog.healthwork.com.br/o-que-fazer-com-os-epis-e-epcs-com-a-chegada-do-esocial-0-0-0-0-0-0

A empresa e a família do indivíduo devem estar preparadas para os momentos de fissura, a mudança de humor advindas desse difícil estágio, e assim, acolher o indivíduo. http://blog.healthwork.com.br/como-fazer-o-exame-admissional-com-o-esocial

Dentro do programa é importante, principalmente no primeiro mês de tratamento, a possibilidade de consultas, no mínimo, quinzenais, e a partir do segundo mês, mensais, aumentando assim a adesão ao programa de cessação ao tabaco.  http://blog.healthwork.com.br/o-trabalho-pode-causar-doenca-de-parkinson-veja-a-importancia-da-prevencao-das-doencas-do-trabalho-na-sua-empresa

Sobre o uso do cigarro eletrônico, podemos afirmar que existem poucos trabalhos sobre o tema, mas que é muito grande a chance do equipamento e, principalmente, do seu uso, ser tão ou mais danoso que o cigarro convencional.

Até 2012, o Food and Drug Administration recebeu 49 relatos de eventos adversos com o uso desses dispositivos, mais relacionados com quadros agudos de dor torácica e pneumonia. http://blog.healthwork.com.br/prevencao-de-doencas-ocupacionais-e-a-medicina-do-trabalho

Algumas substâncias potencialmente nocivas podem ser encontradas nos cartuchos substituíveis dos dispositivos eletrônicos, como o propilenoglicol, dietilenoglicol, formaldeído, acetaldeído,  acroleína e as nitrosaminas, estas que são carcinógenos bem conhecidos.  http://blog.healthwork.com.br/exame-periodico-cancer-de-prostata-e-o-novembro-azul

Como sempre explicamos, o PPRA e o PCMSO, exigidos para todas as empresas que atuam no Brasil pelas Normas Regulamentadoras de número 7 e 9 (NR7 e NR9) desde a década de 70, só foram criados para a prevenção de doenças e acidentes nos locais de trabalho. O programa de cessação do fumo no empreendimento, pode estar anexado do PCMSO, por exemplo, e ser um importante meio da diminuição do uso do cigarro, da melhora da qualidade de vida e, principalmente, melhora da saúde e diminuição dos custos com o plano de saúde empresarial. https://blog.healthwork.com.br/pcmso-e-o-aso-avulso-com-o-esocial-e-possivel

É através do PPRA e do PCMSO que os exames ocupacionais e o tal ASO existem, necessitando avaliações e reconhecimento de riscos para serem confeccionados, e em comum acordo, podem ser usados para o exame inicial do programa de cessação do fumo na empresa. http://blog.healthwork.com.br/qual-é-a-diferença-entre-o-ppra-ltcat-e-o-laudo-de-insalubridade

Mas por quê a Healthwork?

Fundada em 1995 pelo Dr. Ailton, e com a missão da prevenção das doenças e acidentes do trabalho, a Healthwork tem como objetivo a resolução de problemas, que está nas nossas bases LEAN. Ou seja, gostamos de resolver problemas, e nossos colaboradores são estimulados a não só apresentar e evidenciar um problema, mas a resolvê-los juntos desde o primeiro dia de Healthwork, e quanto mais complexos melhor, pois um problema é sempre uma oportunidade de melhoria. https://www.youtube.com/watch?v=CT4gjIUch2o

Por isso, vamos ajudá-lo a resolver os problemas de saúde e segurança do trabalho da sua empresa, melhorar os processos já existentes e entregar um serviço 100% correto e completo. https://www.youtube.com/watch?v=iRM_ThuCWLg&t=125s

Nossa equipe é treinada para sempre focar na experiência perfeita, com um atendimento humanizado e respeitoso, ou seja, os seus funcionários serão bem examinados e os resultados dos exames checados e laudados por médicos ultra especialistas. https://www.youtube.com/watch?v=5HcQicrB5w8

Outro ponto interessante, é que temos duas unidades próprias, que além de possuírem todos os exames clínicos e complementares, estão muito bem localizadas, sendo uma em São Paulo, próxima a Avenida Paulista e a outra no centro de São Caetano do Sul. https://www.youtube.com/watch?v=ksBBRo7NB-0&t=98s

Você sabia que a Healthwork possui processos Lean bem desenhados e uma importante parceria com o Lean Institute Brasil para cada vez melhor atender a sua empresa? Além disso, sabia que possuímos um sistema 100 % internet preparado para a linguagem do eSocial? https://www.youtube.com/watch?v=iRM_ThuCWLg&t=1s

O que achou do nosso post? O que acha de assinar gratuitamente a nossa newsletter?  https://www.youtube.com/watch?v=iRM_ThuCWLg&t=8s

Venha para a experiência perfeita!

Comentários